Saturday, April 2, 2016

UMA CHANCE DE OURO, OU NÃO

UMA CHANCE DE OURO, OU NÃO.
Dia desses participei de um debate aqui em Londres na London School of Economics, onde estudei. E o que disse foi:
Este mês de abril será fundamental e de suma importância para o futuro econômico e político do sistema brasileiro.Todos sabem que eu não tenho vínculo partidário no momento, e nem poderia ser diferente dada a atual situação. Não participo de infantilidades vazias, que aponta o dedo para este ou aquele, em relação a sua filiação partidária. Isso é simplório e sinal de pouco conhecimento político/ social.
Analiso cada acontecimento de maneira global e seguindo uma regra básica: quero culpados punidos e inocentes, caso hajam,absolvidos. Quero o que for o melhor para o BRASIL, não para agradar a este ou aquele partido/interesse/projeto.

Quando, em janeiro de 2014 eu falei sobre como o cenário se desdobraria em 2015/16/17, alguns amigos duvidaram. Pois bem: aconteceu até além do que eu previra.
Agora, vejo um Cenário futuro que dependerá  muito do que sobrar desta caixa de pandora.
Acredito em uma economia melhor em 2017, caso toda a crise política seja digerida e que daí saiam novas perspectivas e lideranças capazes de nos levar a um rumo sólido e firme na direção de uma economia forte, aberta e estruturada para atender à demanda interna e externa. O Brasil será SIM uma potência global. Isso é dado como certo por todos os gurus da economia com quem tenho  conversado aqui no exterior. Mas isso só se dará quando esta polarização passar, quando esta divisão sem propósito passar, quando a escória política deixar de ser eleita por voto de cabresto ideológico ou coronelismo arcaico. A hora da mudança é ESSA. Este é o melhor momento para iniciarmos a depuração de nossa sociedade, para que em breve as oportunidades sejam para todos, e que a meritocracia seja o leme firme de nosso alicerce enquanto nação. Se iremos aproveitar esta oportunidade ou sucumbiremos às discussões mesquinhas e à divisão simplista de "nós e eles", de "petista ou coxinha", só o tempo e a ciranda da sorte/competência poderão dizer.
Até.
Twitter: @leonardoleoreal